Comunidade SMXP

Ads Avançado: 7 estratégias para incluir na sua campanha de remarketing

facebook ads planejamento remarketing

Você está aproveitando todo o potencial do remarketing do Facebook? Conheça 7 estratégias que levarão os seus anúncios ao próximo nível!

O Facebook Ads é a melhor ferramenta para remarketing disponível até agora (e eu posso provar).

Os anúncios de remarketing permitem que você alcance usuários que já interagiram com a marca em algum momento (dentro ou fora do Facebook):

  • Seguidores do Facebook;
  • Seguidores do Instagram;
  • Usuários que engajaram com alguma publicação;
  • Que assistiram aos seus vídeos;
  • Que interagiram com seu aplicativo;
  • Que realizaram alguma ação dentro do seu site;
  • Ou dentro da sua página no Instagram;
  • Ou que fazem parte de uma lista de e-mails.

Como os usuários são mais propensos a se envolver com anúncios de marcas que eles já estão familiarizados, digo sem medo que essa é uma das estratégias digitais mais eficazes atualmente.

A melhor coisa sobre a campanha de remarketing, é que elas são extremamente versáteis. Ou seja, a estratégia é válida para, praticamente, qualquer segmento/empresa que deseje alcançar clientes em potencial através das redes sociais.

E tem mais: os algoritmos de lances do Facebook sempre dão um jeito de priorizar os anúncios de remarketing, o que acaba deixando essa estratégia com um custo mais atrativo que as demais.

Sem mais delongas, bora conferir 7 estratégias que levarão a sua campanha de remarketing para o próximo nível? Continue a leitura!

 

1. Crie um funil de vendas eficiente

Não é todo mundo que bate o olho em um anúncio e realiza a conversão de primeira, por isso eu sempre reforço sobre a importância de um funil de vendas bem estruturado para melhorar a estratégia de Facebook Ads.

Só assim poderemos levar os usuários para o próximo estágio do funil com anúncios específicos para cada etapa da jornada de compra.

Por exemplo, você pode começar com um anúncio de reconhecimento de marca para se apresentar ao público. Uma ótima maneira de fazer isso é usando um anúncio em vídeo para contar a história da marca.

Em seguida, crie um público personalizado de usuários que assistiram a pelo menos metade do seu vídeo (o que demonstra um grande interesse na marca, principalmente nessa era de vídeos curtos).

Feito isso, você pode levar essa audiência para o próximo estágio do funil e atingi-la com um anúncio mais específico sobre o produto ou serviço.

 

2. Crie um público com os visitantes da página

Eu sei que essa estratégia de remarketing parece bem fácil e óbvia, mas é importante se atentar a alguns pontos na hora de criar o público utilizando os visitantes da página.

Por exemplo, se você tem um público pequeno, talvez seja melhor começar o remarketing para todos os visitantes, uma vez que a segmentação adicional pode tornar as listas muito pequenas para sair da fase de aprendizado.

Por outro lado, se a audiência for grande o suficiente, é ideal criar públicos com base em ações que indicam algum tipo de intenção - como pessoas que visitaram uma página para receber algum material rico, mas não concluíram a solicitação.

Você pode então usar parâmetros de URL no Facebook com UTMs para rastrear seus resultados no Google Analytics.

Complicou, né? Fique tranquilo, isso é bem mais simples do que você imagina!

No vídeo abaixo eu explico de maneira fácil e breve como criar uma audiência de remarketing utilizando parâmetros de URL (UTM):

 

3. Use os eventos de conversão de remarketing

Se as visualizações de página não são suficientes para construir o público de remarketing, o Facebook Ads também oferece a opção de criar públicos a partir dos eventos que você criou para o rastreamento de conversão.

A vantagem é que você pode direcionar essa audiência ao próximo estágio do funil, além de também ser bastante útil para exclusões de público, garantindo que você não está desperdiçando verba com pessoas que já realizaram uma determinada ação na página.

 

4. Reengaje!

O Facebook Ads possui uma série de maneiras de engajar e reengajar o público à medida que eles avançam na jornada do cliente. Uma maneira super fácil é segmentando o público que se engajou com a marca no Facebook ou Instagram.

Infelizmente, ainda não é possível selecionar uma postagem específica, mas dá para ser bem específico utilizando uma das categorias abaixo:

  • Pessoas que se engajaram com o conteúdo;
  • Pessoas que visitaram a página;
  • Pessoas que clicaram em um CTA (somente Facebook);
  • Pessoas que enviaram uma mensagem para você;
  • Pessoas que salvaram sua página ou postagens;
  • Pessoas que visualizaram parte do seu vídeo.

Você também pode criar um público de remarketing utilizando o formulário de geração de leads, tendo as pessoas enviado, ou não, os seus dados através do formulário, de qualquer modo, elas demonstraram interesse, o que já vale a tentativa de reengajamento.

 

5. Anúncios dinâmicos do Facebook

Se você possui uma loja online, poderá criar um catálogo de produtos e usar este objetivo para mostrá-los ao seu público-alvo. De quebra, poderá criar algumas campanhas de remarketing bem legais - existem diversas opções de configuração!

O formato mais popular é o remarketing para pessoas que visualizaram os produtos e não compraram, mas você também pode qualificar ainda mais a estratégia segmentando apenas os usuários que adicionaram ao carrinho e não finalizaram a compra.

Outra oportunidade é anunciar para pessoas que não compram há mais de 30 dias - mandar aquele “oi, sumido”, sabe?

De qualquer forma, os anúncios dinâmicos são uma ótima forma de mostrar os produtos adequados de forma automática para as pessoas que já mostraram interesse na marca.

 

6. Teste diferentes objetivos de campanha

Sempre vale a pena testar alguns caminhos diferentes com remarketing, mesmo que o objetivo de conversão seja super tentador. Como mencionei acima, faz absolutamente sentido testar o objetivo do catálogo se você tiver uma loja online.

Também faz sentido testar o objetivo da geração de leads se você quiser criar um público para remarketing ainda mais qualificado.

Além disso, em alguns casos pode fazer sentido testar campanhas de reconhecimento, alcance ou tráfego, uma vez que os custos costumam ser mais baratos.

 

7. Não se esqueça dos públicos semelhantes

Uma campanha de remarketing tem o objetivo de se reconectar com usuários que já estão familiarizados com a marca. Após seguir as dicas acima, você pode aproveitar ainda mais a sua campanha criando públicos semelhantes a partir desses públicos de “alto valor”.

E os algoritmos do Facebook são tão bons que eles vão encontrar usuários que realmente se pareçam com seus clientes atuais. Para isso, escolha uma porcentagem de 3% ou menos. Qualidade em vez de quantidade!Isso continuará empurrando novos usuários para o funil.

Se você gostou desse conteúdo, vai adorar descobrir como escolher o melhor objetivo de campanha. Na dúvida, é só me chamar, combinado?

 

 

Quer dicas diárias de Estratégia Digital? Siga no Instagram

Seguir no Instagram

Receba ferramentas e insights via email

Faça parte da minha newsletter gratuita e receba dicas exclusivas, meus cursos e insights.

Eu também oideio SPAM e o seu email nunca será repassado para terceiros.